Não vai conseguir pagar a fatura do cartão? O que é melhor fazer?

pagarfatura_creditoO cartão de crédito é uma das linhas de crédito pessoal mais utilizadas no mundo. A ideia é simples: ao fazer uma compra você paga através da opção “crédito” nas lojas, o banco emissor do cartão paga o valor ao comércio e você quita o valor ao banco através da fatura com vencimento mensal. Partindo desse princípio é simples imaginar que a melhor forma de se utilizar o seu cartão de crédito é jamais ultrapassar o valor que poderá ser quitado quando do vencimento.

Contudo, nem sempre isso é possível: por motivos diversos, a maior parte dos portadores dessa modalidade de cartão acaba gastando mais do que pode pagar no final de mês. E quando chega a fatura, chega o pânico: o que fazer? Como fugir da inadimplência?

Se você não vai conseguir pagar o valor total da fatura do cartão de crédito, conheça as opções oferecidas pelo banco emissor do cartão e saiba qual é a melhor forma de quitar o saldo em aberto para que você não aumente seu saldo devedor e tenha seu nome negativado junto aos órgãos de proteção de crédito.

 Opções oferecidas pelo próprio emissor do cartão de crédito: Caso você tenha uma conta corrente e um emprego fixo, você pode tentar um empréstimo consignado. Esse tipo de transação é chamada crédito consignado. O banco te passa o valor solicitado e as parcelas são extraídas diretamente de sua folha de pagamento. Os juros e demais taxas são muito mais baratas do que as outras opções de empréstimo ou crédito.

Além disso, o banco emissor do cartão de crédito oferece opção de pagamento diferenciado aos clientes que não conseguirão quitar o valor total da fatura.

A primeira opção está presente em todas faturas: é o pagamento mínimo. O valor do pagamento mínimo depende do valor total da fatura, ou seja, quanto maior o valor total maior será o valor mínimo exigido para pagamento.

O portador do cartão não tem a opção de pagar valor inferior ao mínimo da fatura, podendo optar por qualquer valor entre os dois.

Ao optar pelo pagamento mínimo da fatura ou valor entre mínimo e total, o pagador assume uma renegociação de dívida (no caso o valor total em aberto). Em cima do saldo restante é aplicado taxa de juros e os valores são cumulativos aos valores que virão na próxima fatura.

A segunda opção para renegociação de valor é a mais recomendada: trata-se do parcelamento de fatura. Nem todos os bancos oferecem essa opção aos seus clientes, portanto você deve ver junto ao seu banco se essa opção é oferecida a você. Quando você opta pelo parcelamento de fatura, o banco aplica taxa de juros sobre o valor total do financiamento e as parcelas tem custo fixo. Além disso, o saldo do cartão vai sendo liberado conforme a quitação das parcelas.

A melhor opção para você: Entre as três opções, o melhor é o crédito consignado ou o parcelamento de fatura, devido à taxa de juros reduzida. Vale ressaltar que caso você opte pelo consignado você deve cortar o uso do cartão de crédito para que a situação não retorne do ponto inicial.
Fuja do pagamento mínimo de suas faturas de cartão de crédito! Essa opção deve ser a última a ser utilizada.